terça-feira, 31 de março de 2009

Givenchy



"Para os que se preocupam com qualidade, o prestígio é a coisa mais importante. Acredito sempre na alta-costura e desejo que ela dure até o fim da minha carreira. Sempre a defendi, com a perfeição que ela implica. Não há duas maneiras de se exercer a profissão. Sucesso não é prestígio. O sucesso é passageiro, o prestígio é outro assunto. Ele persiste depois da gente. É preciso trabalhar para não ter trabalhado em vão."
Givenchy.

A extrema elegância sempre foi a principal marca das criações clássicas de Hubert de Givenchy, um francês reconhecido mundialmente por seu trabalho coerente e requintado.

Muito cedo ele já demonstrava seu interesse pela moda. Aos dez anos, ao visitar uma exposição de figurinos dos mais famosos estilistas franceses, ele se identificou imediatamente com o universo luxuoso da alta-costura.

Cursou a Escola de Belas Artes, em Paris. Chegou a trabalhar com nomes importantes da costura parisiense, como Jacques Fath, Robert Piguet e Lucien Lelong.

Trabalhou também com Christian Dior e Elsa Schiaparelli, antes de abrir sua própria maison, em 1952.

Nesse mesmo ano, ele apresentou sua primeira coleção de alta-costura, que ficou marcada pela blusa de babados nas mangas, batizada de Bettina, nome da sua principal modelo e também relações públicas da marca.

O ano de 1953 foi muito importante para Givenchy, pois conheceu aquela que viria a ser sua musa inspiradora, amiga e responsável por muito de seu sucesso internacional, a atriz Audrey Hepburn.O estilista criou modelos para a atriz, imortalizados em filmes como "Bonequinha de Luxo" ("Breakfast at Tiffany's"), de 1961, "Cinderela em Paris" ("Fanny Face"), de 1957 e "Sabrina", de 1954.





Também em 1953, Givenchy encontrou o estilista espanhol Cristóbal Balenciaga, que foi o seu grande mestre, segundo declaração feita pelo próprio Givenchy. A influência de Balenciaga está presente no espírito de muitas de suas criações e o evidente gosto pela estrutura minimalista das roupas.
Em 1957, lançou o seu primeiro perfume, o feminino "Le De". Originalmente vendido a poucos seletos clientes e amigos de Givenchy, atualmente ele só é encontrado em Paris, nas galerias Lafayette e Printemps, na Sachs, em Nova York e na Harrods e Selfridges, em Londres.



Em 1973, entrou para o mundo da moda masculina, com o lançamento da linha "Gentleman Givenchy".Além de Audrey Hepburn, Givenchy vestiu outras tantas famosas, como Jacqueline Kennedy, Grace Kelly e a duquesa de Windsor.

Givenchy se aposentou em 1995 e não mais participa do mundo da moda. O atual responsável pela criação da marca é o inglês Julien Macdonald, que veio substituir Alexander MacQueen, desde março de 2001.
Galliano também já passou pela Maison de Givenchy em 1995 antes de MacQueen.





Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget